Backup da vida real

Não podemos confiar na nossa memória para guardar a nossa história.


Você sabia que mais de 80% das nossas memórias da primeira infância, são compostas apenas de relatos dos nossos pais e fotografias que vimos mais tarde? Parece doideira, mas a gente não se lembra de verdade da época, e sim do que vimos e ouvimos depois.

A explicação pra esse fenômeno é que com o desenvolvimento acelerado do cérebro nessa etapa da vida e com a criação de novos tecidos e conexões cerebrais em uma escala enorme, quase todas as memórias da primeira infância são perdidas. Com esse deserto de memórias da sua história e da sua identidade, é comum inclusive que, mais tarde, crianças instintivamente criem falsas memórias com base em fotos de eventos que nem mesmo participaram. è uma necessidade do ser humano saber de onde veio e ter detalhes da sua história.

O acesso às fotografias de família produzem efeito tanto no resgate dessas "janelas temporais" que facilitam o acesso a sentimentos e memórias que não poderiam ser descritos por palavras, facilitando assim a solução de questões psicológicas individuais, como também contribuem para uma construção da personalidade com base nas suas próprias raízes, materializando o sentimento de pertencimento ao grupo familiar, formando adultos mais autoconfiantes.

Judy Weiser - Phototherapy tchniques exploring the secrets of personal snapshots and family albums

Esse tema é abordado tanto pelo psicólogo e escritor David Krauss em seu livro "Phototherapy in mental helth" de 1983, quanto pela psicóloga e escritora Judy Weiser em "Phototherapy tchniques exploring the secrets of personal snapshots and family albums" de 1993.


David Krauss - Phototherapy in mental helth 1983

Essas técnicas funcionam porque tratam da história e do significado que a imagem fotográfica cria dentro da mente do espectador - independentemente do tipo de tecnologia usada para criá-la.

A essa altura do texto você já deve ter comparado com algumas situações que aconteceram ou que podem acontecer com você, seus filhos ou netos acerca das memórias e da história de vocês. para essas fotos do cotidiano da família eu uso frequetemente o termo "backup da vida real". Tipo...se a sua memória principal falhar e você ou seus filhos não tiverem mais lembranças detalhadas de uma pessoa, lugar ou situação rotineira, as suas fotografias documentais de família serão a única chance de recuperar isso.

Juntamente com isso, tenha o hábito de compartilhar com seus filhos as histórias da família, se possível, revendo fotos antigas que você já tenha. Esse é um ritual que deve ser estimulado para o bem de cada indivíduo na família...e nem sou eu que estou dizendo isso... são autoridades em psicologia.


Fonte:

David Krauss - Phototherapy in mental helth 1983

https://www.ebooks.com/en-br/book/624128/phototherapy-in-mental-health/david-krauss/?_c=1



Judy Weiser - Phototherapy tchniques exploring the secrets of personal snapshots and family albums

https://books.google.com.br/books/about/Phototherapy_Techniques.html?id=KHZHAAAAMAAJ&redir_esc=y

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsAp Marcello Fotografias