A dependência das redes sociais pode sufocar você e seu negócio

Como uma tarde de apagão mostrou várias vulnerabilidades pelo mundo...

Bastou uma tarde de segunda feira sem as principais redes sociais e todo mundo já estava sem saber como conversar, se distrair, comprar e vender...

Nem preciso perguntar se você já percebeu como estamos dependentes desse tipo de mídia, porque ontem (04/10/2021) você certamente sentiu isso na pele.

A grande questão é entender o que aprendemos com isso.

O Facebook está em queda.

Uma rede social só funciona e dá certo quando tem adesão de um grande público, e esses movimentos são voláteis com o tempo. Foi assim com com o falecido Orkut e acredite, será assim com as maiores redes sociais de hoje.

De acordo com reportagem do The New York Times, o Facebook está em queda, e isso se deve principalmente à saída do público mais jovem da plataforma, o que intensifica o movimento de "cardume" para outras redes sociais.


Outro fator são as discussões políticas que causam brigas entre desconhecidos e até amigos, desmotivando em muitos casos, a permanência na rede solcial.

Como todos sabem, o Instagram, uma das maiores redes sociais da atualidade, pertence ao mesmo grupo empresarial e na semana que estou escrevendo essa matéria, uma ex funcionária expôs documentos internos da empresa, onde são apontados prejuízos à saúde mental no uso exagerado do Instagram por jovens.


Ou seja... tudo está fervendo para o lado das grandes redes, e esse monte de coisas contrárias à imagem da empresa, claro, se reflete em bloqueios judiciais temporários em determinados países ou até problemas como o do dia 04/10/2021, quando todas as redes do conglomerado ficaram fora do ar por 6 horas e milhares de empresas simplesmente pararam de vender e tiveram um prejuízo enorme.

Milhões de pessoas pelo mundo além de ficarem sem acesso ás redes sociais em si, também ficaram sem poder logar em sites, aplicativos e até smart TVs, porque apesar de aparentemente não terem nada a ver com isso, usam login do Facebook para acessar.


A gente sabe que como parte do cardume (e não há problema nisso) a gente vai continuar acessando e usando os benefícios dessas e das próximas redes sociais que vierem, mas o que talvez precisemos pensar é que não podemos apoiar os nossos negócios ou nossos relacionamentos de maneira tão concentrada em algumas poucas redes.


Muitas vezes temos pessoas que só sabemos encontrar através dessas redes e sem elas nem saberíamos como fazer contato de novo.

Pense nisso. Se o seu objetivo é negócio, pense em um site próprio onde você disponibilize telefone, um chat, aumente o leque de possibilidades do seu cliente fazer contato com você e vice versa.

Se o seu objetivo é pessoal, procure alguma maneira de importar suas bases de contatos para outro lugar também, evite fazer login de novos serviços usando as redes sociais. Dá um pouquinho mais de trabalho mas cadastre uma senha exclusiva para aquele serviço e não dependa dele pra logar nos outros sites.


É claro... você não precisa de fato fazer nada disso, mas da próxima vez que as redes sociais te deixarem incomunicável, esse post ainda estará aqui online pra você se lembrar.

Um abraço e até breve.

11 visualizações0 comentário
WhatsAp Marcello Fotografias